Pixel Galaxy é o livro mais 8-bit de todos

PIXELGALAXY é o livro mais 8-bit de todos, com tudo sobre o clássico Gameboy e pixel graphics. Criado por Sergio Ingravalle, o livro conta segredos do sucesso, histórias dos maiores títulos do Gameboy e uma análise dos gráficos.

“Para muitas pessoas este livro é cheio de nostalgia, uma jornada através do tempo, de volta à infância e inspiração para designers, ao mesmo tempo.”

E é exatamente esta última parte, “inspiração para designers”, que realmente me interessa, porque tem muito mais por trás dos pixels do que normalmente imaginamos. Parece fácil criar o Jumpman, por exemplo, mas, quem já “brincou” de pixel art sabe do que estou falando. Detalhes que parecem bobos, como alterar o ângulo da perspectiva isométrica (cujo padrão é 30º) para 26.565º, para que a linha reta seja melhor desenhada na tela, são importantes.

No caso do Jumpman (depois conhecido como Mario), ele foi desenhado daquela maneira por causa das limitações de hardware da época, sendo que suas roupas vermelhas e azuis serviam para maior contraste entre si e com o cenário. O chapéu foi adicionado para evitar a necessidade de desenhar cabelo, testa e sobrancelha, e também evitar o problema de ter que animar o cabelo do Jumpman sempre que ele pulasse. Além disso, para que ele se parecesse um humano, apesar do tamanho minúsculo na tela do arcade, Jumpman recebeu um nariz enorme e um bigode, este também para evitar ter que desenhar uma boca e expressões faciais.

Em Mortal Kombat, por exemplo, os sprites (gráficos) de personagens como Sub Zero e Scorpion eram coloridos com uma prática usada em games chamada palette swap, sendo possível criar diversos personagens com animações e golpes iguais, mas cores diferentes. Os velhos jogos de futebol eram assim. As nuvens e os arbustos do Super Mario Bros. eram assim; isso facilitava o desenvolvimento e a performance do software.

Claro, eu não sei dizer se PIXELGALAXY comenta este tipo de coisa, porque não li o livro e porque não leio Alemão mas, se ele buscar esse tipo de assunto, então com certeza é um excelente livro sobre pixel graphics e 8-bit e deveria estar na minha prateleira.

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s