Hoje foi um dia importante? Não.

Hoje teve aquela parada muito maneira de manhã, quando a data chegou a 11:11 de 11/11/11 e, como eu passei batido por este “evento importante”, decidi esperar até 1º de janeiro de 3001 pra ver essa brincadeira de novo. Enfim, isto não é importante e, na minha opinião, o verdadeiro “evento importante” também não é. Hoje foi o No Email Day, manifesto criado por Paul Lancaster que, como a imensa maioria de nós, lida com uma enxurrada de e-mails todos os dias.

O ponto principal do manifesto de Paul é sugerir que você ignore que existem e-mails e faça algo produtivo durante o tempo que levaria para ler, responder e organizar suas mensagens. Ótimo, ponto positivo – eu concordo com isto e sei que gasto uns bons minutos com eles – porém, logo no início do manifesto, Paul também sugere que você dê Like na página do Facebook, siga-o no Twitter, conte suas experiências com e-mails, sugira modos de organiza-los, e outras coisas. Epa, espera aí! Isto é bem contraditório, levando em consideração que eu vou perder um bom tempo fazendo isso tudo, não é mesmo, Mr. Paul?

De qualquer maneira, tem outros pontos até interessantes no manifesto, como o uso excessivo do e-mail (tem gente aqui na agência que envia arquivo por e-mail, ao invés de salva-lo no servidor, o que consome bem menos tempo), a ansiedade que a velocidade do e-mail causa nas pessoas, entre outros… o que, na minha opinião, não torna o No Email Day um evento importante. Simplesmente, eu acredito que depende de cada um de nós gerenciar o tempo gasto com e-mails, lendo somente o necessário (você sabe o que é importante só vendo o remetente), ignorando porcarias, assinando menos newsletters (pra não sofrer um flood) e, claro, deletando todo o lixo sem medo de ser feliz!

Existem outras coisas que eu considero mais importantes para ganhar um “No Day”, como um dia sem carro, sem álcool, sem cigarro, sem lixo, sem energia elétrica e por aí vai… além disso, ao invés de usar tanto o e-mail no seu dia a dia, resolva mais coisas pelo telefone, video chamada, pessoalmente, que tal? Vai ser imensamente mais interessante!

Quer ler o manifesto completo (em inglês)? Então leia neste link.

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s