Luminária feita com bactérias luminescentes

Ambio

Alguns designers e engenheiros buscam na fauna e flora inspiração para seus projetos (Luigi Colani que o diga) e algumas soluções encontradas por eles já foram criadas pela natureza alguns milhões de anos antes – a mistura de tecnologia com natureza é interessante. A holandesa Teresa van Dongen, designer que também estudou biologia, projetou uma luminária que, ao invés de energia elétrica, usa bactéria luminescente como fonte de luz.

As bactérias da luminária Ambio, quando agitadas, produzem um lindo brilho azul. Isto é resultado de uma reação que converte energia química em luminosa, processo em que o pigmento Luciferina (do Latim lucifer, “que traz a luz”) é oxidado por uma enzima e daí gera-se luz. A idéia da designer é interessante, mas não fica claro se existe uma maneira de alimentar as bactérias ou se elas acabam morrendo com o tempo.

O design da Ambio, o material utilizado e o contrapeso complementam a beleza da peça, cujo foco é claramente a luz.

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s