Cinco maneiras de montar e melhorar seu currículo de design

Eu passei os últimos nove anos trabalhando na mesma agência, então posso falar, por experiência, que o currículo é algo facilmente negligenciado quando você está confortável em seu posto de trabalho… e agora que estou trabalhando como freelancer, quase não sobra tempo pra atualiza-lo. Mas não se deixe pegar por estes problemas! Atualizar seu currículo frequentemente garante que você se esforce sempre para crescer como designer. Se quer dar uma turbinada no seu currículo, aqui estão cinco coisas que você pode fazer:

Faça trabalhos voluntários

Além de pontos positivos no karma e enriquecimento pessoal, oferecer trabalho voluntário também traz benefícios como networking, que pode levar a outras oportunidades (remuneradas). Sabe aquele lance clássico do QI (quem indica)? É através do networking que você conhece os Q. Trabalho voluntário também lhe dá a chance de expandir suas capacidades como designer para o trabalho que você quer fazer de verdade.

“Oferecer novos serviços por um preço, pode ser difícil sem ‘provas’ de que você sabe o que está fazendo,” explica Matt Manos, fundador da verynice. “Como resultado, trabalho pro-bono pode ser benéfico para freelancers/estúdios/agências que procuram novos trabalhos […] e pode impulsionar sua credibilidade.”

Comece um blog

Eu sou meio suspeito pra falar, afinal de contas, além do Caderninho de Ideias, que já vai completar dez anos, tenho outro blog (já tive um terceiro também), e escrever é algo que me satisfaz muito.

Mas escrever em um blog é bom porque te dá total liberdade artística (algo que nem sempre você terá no trabalho), além de te posicionar como uma autoridade e também complementar outras habilidades e experiência no seu currículo.

Além disso, seu blog dá aos potenciais clientes e empregadores a oportunidade única de te conhecer melhor. “Conforme expandimos nossa agência, se tornou claro que conhecer a narrativa pessoal de um candidato é essencial,” afirma Shannon Gabor, da Clever Creative.

Frequente aulas

Esta dica parece óbvia, mas é porque é mesmo. E não precisa ser aula presencial não, pode ser pela interwebz. Existem diversos sites como Skillshare, Lynda, Treehouse e até canais no YouTube que lhe dão a oportunidade de aprender, do conforto da sua casa e no seu próprio tempo.

Aulas on-line requerem que você seja mais autodidata do que aulas presenciais, mas são uma forma diferente e efetiva de aprender algo novo. Além disto, conformar-se que você ainda não aprendeu tudo que há para saber sobre design, é um forte motivador para ir buscar novos cursos e conteúdos, e dar um upgrade no seu currículo.

Agora, se quiser um diploma, vá fazer faculdade.

Considere sua (aparentemente) irrelevante experiência

“A indústria do design está saturada, e é difícil inovar,” afirma Celina Pereira, parceira da OSSO Design. “No entanto, se pudermos encontrar pessoas capazes de pensar amplamente, de forma empática, e fora da caixa – então os empregadores terão esperança de que há espaço para novidade.”

Claro, aqueles seus conhecimentos sobre técnicas de filmes de terror, ou sua última viagem para os States podem não ser a coisa certa pra adicionar ao currículo mas, enquanto estas experiências não estão relacionadas diretamente a design, elas ainda podem ser valiosas. Este tipo de experiência pode lhe ajudar a aplicar o design de uma nova maneira, dando um entendimento mais aprofundado da sua profissão.

Esteja nas redes sociais

As redes sociais não são só para memes de gatinhos e discussões políticas acaloradas – muito menos para bostejar opiniões quando ninguém as pediu. Ufa, enfim, já parou para pensar se você está usando, pra valer, suas redes sociais para benefício próprio?

“Tirar total vantagem da sua presença na web pode significar a diferença entre ser memorável e conseguir uma oportunidade, ou ser só mais um nome na pilha,” é o que escreve Roberto Blake na HOW Design.

Fluência em redes sociais é uma habilidade valiosa, e pode lhe ajudar com empregadores ou clientes que querem estar no topo das tendências digitais. Além disto, seguindo uma estratégia de mídias sociais, você pode ter perfis que lhe legitimam na indústria e oferecem uma visão de seu processo criativo – algo que um simples pedaço de papel não pode fazer.

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s